Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sereia Louca

Sereia Louca

29
Mar20

Como a perda de biodiversidade tem impacto nos surtos de doenças infecciosas

Miss X

“A desflorestação tem aumentado constantemente nas últimas duas décadas e está ligada a 31% dos surtos, como os vírus do ébola, do Zika e de Nipah”, escreve John Scott.

“A desflorestação afasta os animais selvagens dos seus habitats naturais e aproxima-os das populações humanas, criando uma grande oportunidade para as doenças zoonóticas [que passam dos animais para os humanos].”

O responsável de risco destaca ainda que as alterações climáticas fazem com que as populações se tenham de deslocar e que o movimento desses grupos (muitas vezes em condições muito precárias) aumenta a sua exposição a ameaças biológicas. Desta forma, haverá um crescimento da transmissão de doenças infecciosas, como de infecções respiratórias e da malária.

 

in Como a perda de biodiversidade tem impacto nos surtos de doenças infecciosas por T 

@ Público

Pág. 1/9

Aviso à navegação

A autora deste blog não adopta o novo Acordo Ortográfico

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Criaturas marinhas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D