Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sereia Louca

Sereia Louca

26
Jun20

#nãoestátudobem

Miss X

O primeiro-ministro ficou desconfortável com o facto de pela primeira vez em nove reuniões [do Infarmed] ter sido contrariado pelos epidemiologistas presentes. “Foi um momento de frustração porque a retórica de que está tudo bem acabou”, atira um responsável político.

A fúria do primeiro-ministro teve início com as intervenções de Baltazar Nunes, epidemiologista Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge e docente da Escola Nacional de Saúde Pública, e de Rita Sá Machado, da DGS, por terem desmontado a tese de que o crescimento do número de infetados derivou do reforço da testagem e dos comportamentos de risco dos jovens, que o Governo e o Presidente da República têm veiculado. 

Aliás, um dos argumentos dos especialistas foi o de que em Portugal a cada 28 testes realizados um é positivo, o que significa que o contágio é significativo e não resultado de um maior número de testes. 

@ Visão

4 comentários

Aviso à navegação

A autora deste blog não adopta o novo Acordo Ortográfico

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Criaturas marinhas

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D