Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sereia Louca

Sereia Louca

24
Jun19

O minimalismo não é um competição

Miss X

O minimalismo foi-se reduzindo cada vez mais.

A um só acto: ao destralhar.

A uma só imagem: a decoração espartana.

Mas a prática do minimalismo contém muitos mais actos e imagens, tantos quantas pessoas habitam o planeta.

O minimalismo vive numa escala de possibilidades em que o expoente máximo é o desapego de tudo o que é excessivo. Se lá chegaremos ou não, não importa. O que importa é dar o primeiro passo em direcção à simplificação. 

O minimalismo não é um competição, nem um requisito para se ser diferente.

O minimalismo tem de fazer sentido nas nossas vidas e para isso, deverá ser praticado ao nosso ritmo, adaptado à nossa vida, de forma prática e realista, integrando-se naturalmente, e nunca como uma imposição.

love-hand-drawn-heart-symbol-outline.pngminimal me, less to be more

Aviso à navegação

A autora deste blog não adopta o novo Acordo Ortográfico

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Criaturas marinhas

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D